Dicas de dicionários técnicos

Estes são alguns dos dicionários e outras fontes de pesquisa que costumo utilizar no meu trabalho de tradução. Espero que sejam úteis para você também!

– Black’s Law Dictionary – a Bíblia para consulta de termos jurídicos (inglês/inglês). Indispensável. Uso muito para esclarecer questões relativas a perdas e danos (qual são os equivalentes no direito brasileiro a conceitos como consequential damages, punitive damages e liquidated damages, por exemplo?), contratos, contencioso e direito penal.

– Dicionário Marcílio, Marcílio M. Castro, ed. Forense. Há uma versão em PDF publicada pelo autor no seu site. Provavelmente o melhor dicionário jurídico português-inglês/inglês-português do mercado.

– Dicionário Jurídico Português-Inglês/Inglês-Português, Maria Chaves de Melo, ed. Dinalivro.

– Dicionário de Termos de Negócios, Manoel Orlando de Morais Pinho, ed. Atlas. Dicionário português-inglês/inglês-português contendo termos de contabilidade, seguros, mercado financeiro etc.

– Dicionário do Petróleo em Língua Portuguesa, Eloi Fernández y Fernández, Oswaldo A. Pedrosa Junior e Antônio Correia de Pinho, Ed. Lexikon. Há também uma versão online publicada pelos autores. Dicionário de termos técnicos de petróleo e gás, cobrindo termos de engenharia, geologia, negócios, contratos etc.

– Dicionário Prático de Energia Elétrica, Duke Energy. Dicionário de termos técnicos português-inglês/inglês-português da área de energia.

Fontes de consulta de gramática inglesa:

– The elements of style, Strunk, White e Kalman, Penguin Books. Esclarecimentos práticos e pontuais para quem é detalhista, como por exemplo: uso do apóstrofe e do possessivo; uso de pronomes; quando usar “like” ou “as”, “may” ou “can”; expressões como “along these lines”.

– The New Fowler’s Modern English Language, Oxford University Press. Um guia bem completo, organizado em verbetes, semelhante ao “The elements of style” porém bem mais extenso.

Enjoy!